Conheça

O designer e artista plástico brasileiro, Marzio Fiorini, ganhou o mundo quando criou o conceito das jóias de borracha em 2000 e apresentou publicamente a primeira coleção em janeiro de 2001.

 

Seu traço inconfundível deu vida a colares, gargantilhas, brincos e pulseiras que por 15 anos foram distribuídos em vários países, entre eles, Espanha, Portugal, Itália, Grécia, França, Polônia, Turquia, Inglaterra, Holanda, Canadá, Austrália, Chile e EUA, representados por Lojas Multimarcas, Boutiques de Museus, Lojas de Design e Galerias de Arte.

Prêmios

Marzio foi premiado pelo Ethical Fashion Forum Innovation Award 2011, prêmio britânico que premia marcas que avançam com progressos notáveis na área de sustentabilidade.

 

Ganhou duas vezes o prêmio Eclat de Mode de Paris ( 2006 e 2007), participou das mais importantes feiras do setor em cidades como, Sidney, Melbourne, Paris, Milão, NY e tem sua arte publicada em diversos livros de design.

 

Sua marca foi considerada a melhor, em acessórios, da America do Sul, pelo Cómodo Awards no Chile em 2008 e recebeu uma homenagem no Melange Award em San Francisco-CA em 2012.

Carreira

Entre as várias mostras de design que participou estão, “Design brasileiro hoje – MAM SP 2009”, “Curadoria de Adélia Borges – Galeria Safia – Barcelona 2008” e “Rio+Design – Rio de Janeiro e Milão” em todas as edições, de 2010 a 2016, e no Le Brésil Rive Gauche, uma mostra homenageando a criação brasileira no Le Bon Marchè Paris em 2013.

 

Durante essa trajetória, Marzio fez várias parcerias colaborando com grandes marcas brasileiras e estrangeiras, como Francesca Romana Diana, Jum Nakao, Melissa, Dona Coisa, o site Bemglô, Tudo Bom, NDC Milano, entre outros. Também desenvolveu peças exclusivas para LÓreal, Nokia, Warner Bros., Clube de Regatas do Flamengo, Campanha contra o Cancer de Mama, Shopping Rio Design Leblon e Rio Design Barra, Shopping Leblon, ONG Tem Quem Queira, Campanha “O fim da violência está nas suas mãos” para a ONG libanesa ABAAD, Hotel Marina e Hotel Gran Meliá Nacional Rio de Janeiro.

 

Em 2012 Marzio voltou a pintar, um de seus talentos que havia ficado estacionado em um passado distante, enquanto se dedicava nos últimos anos exclusivamente as jóias. Sua primeira exposição individual aconteceu na Galeria Alexa Archer em junho de 2013 e Marzio não parou mais.

Em seguida Marzio expôs no Happening Art S.V.P. em junho de 2015, evento de sua criação, curadoria e produção. Criou todos os acessórios para representar a África no desfile de abertura das Olimpíadas em 2016 no Rio de Janeiro, vestindo 1.000 componentes e em abril de 2017, Marzio expôs em sua Galeria no Hotel La Suite By Dussol, sua obra dedicada ao Rio que leva o título “O RIO QUE ME INSPIRA …EU EXPIRO!”.

 

Em maio de 2017, pintou um painel no Teatro Jardim Botânico para a peça “O Inevitável Trem” que a pedido da diretoria do Jardim Botânico se tornou acervo do próprio. Em agosto de 2017 pintou um coração gigante no heliponto do Hotel La Suite by Dussol para a cerimônia de casamento da apresentadora da TV francesa, Cristina Cordula, e permanecerá como identificador para o pouso dos helicópteros.

 

2018 – Marzio iniciou suas atividades em março apresentando sua obra em Nova Iorque. Em maio, a convite do Grupo Meio Norte de Comunicação, apresentou sua obra durante o Piauí Moda House e fez um talk show ao vivo com interação do público para seis estados do Nordeste, através do Canal Meio Norte de Televisão.

 

Em setembro, Marzio apresentou a serie Cavaleiro Colorido na Sociedde Hípica do Rio de Janeiro participando das comemorações dos 80 anos da Instituição.  Em dezembro, a convite da Copperbridge Foundation apresentou sua obra em Miami durante a semana da Art Basel e em seguida, em Havana, e criou 65 pratos para uma instalação interativa durante o jantar comemorativo da Copperbrigde Foundation.